Liga-nos hoje mesmo +244 935 907 501 - 994 847 974

Pais e Encarregados enaltecem qualidade de ensino no INP

Publicado:: 12/02/2019 | 109 Visualizações

O Instituto Nacional de Petróleos foi sempre tido como uma referência no país, pelo papel que tem desempenhado, ao longo da sua existência, na formação de quadros para o sector petrolífero e mineiro. As suas qualidades são também enaltecidas pelos pais e encarregados dos alunos que frequentam as aulas no INP. Angelica André Kudiangina, natural do Cuanza Norte, onde reside, diz que foi movida pelo nível de organização que o INP possui, e sem rodeios decidiu inscrever a sua falha, que depois do exame de avaliação foi selecionada e já está a frequentar o último ano do curso de Instrumentação. Satisfeita com os níveis de aproveitamento da filha, Angelica Kudiangina, repetiu a proeza e desta vez trouxe para o INP um rapaz, que está a frequentar o seu primeiro ano no curso de Perfuração e Produção, pois segundo ela sempre sonhou ter um filho engenheiro de petróleo. “Agradeço a Direcção do INP e o colectivo de professores, que durante este período transmitiram os ensinamentos à minha filha, ela é hoje uma mulher. Esta instituição moldou o comportamento da minha filha e tenho certeza que ela já tem o seu caminho desenhado”, disse Angelica, totalmente satisfeita. Quem também fala sobre os níveis de qualidade formativa do INP é Filipa Victor Ferreira, com o filho a frequentar o segundo ano do curso de Electro Mecânica, Filipa, diz que o Instituto Nacional de Petróleos é uma Escola de Referência e com uma gama invejável de laboratórios que transformam os alunos de simples cidadãos a técnicos de reconhecido mérito. “O meu filho é hoje um homem que me garante confiança para o futuro. Ele está a aprender muito sobre a área em que se está a formar e por esta razão aconselho todos aqueles que sonham ter filhos cá a estudar, que o façam, pois sairão formados ”, disse Filipa. Simão Francisco é um outro pai orgulhoso e confiante, movido pelo sonho do filho que almeja ser engenheiro, no futuro. Veio pela primeira vez participar da Assembleia de Pais e segundo ele, conseguiu, com os seus próprios olhos, conhecer o viveiro onde o seu filho se vai transformar num técnico importante para a indústria dos hidrocarbonetos. “É pela primeira vez que vim cá, mas consegui perceber que o meu filho está bem encaminhado, apesar de ser o seu primeiro ano. Vamos continuar ligados com a escola, para melhor acompanharmos o seu desempenho nas aulas”, concluiu.

Choose Colour