Liga-nos hoje mesmo +244 935 907 501 - 994 847 974

INP, FIRME NA VANGUARDA DA FORMAÇÃO DE QUADROS PARA OS SECTORES PETROLÍFERO E MINEIRO

Publicado:: 09/09/2020 | 122 Visualizações

Há 41 anos iniciava no país a formação de quadros para as indústrias Petrolífera e Mineira, assegurada na época pela Escola Central de Petróleos e pelo Instituto Médio de Petróleos. A fusão das duas instituições deu origem ao Instituto Nacional de Petróleos, criado pelo Decreto Executivo Conjunto nº 84/83, de 15 de Setembro, tendo sido actualizado o seu Estatuto Orgânico através do Decreto Presidencial nº 37/15, de 30 de Janeiro. O INP, neste contexto, posiciona-se na vanguarda da formação de técnicos qualificados que se destinam, principalmente, para os mercados competitivos de petróleo e de minas que é, sem sombra de dúvidas, se afirmar que o futuro para esta indústria reside no Sumbe. Pronunciando-se em antecâmara das comemorações do 41º aniversário da instituição, no próximo dia 15 de Setembro do corrente ano, Mário Botelho de Vasconcelos, Director Geral, afirmou estarem preparadas as condições para a celebração condigna da data, mas de forma restrita tendo em conta a situação da pandemia da Covid-19 que assola o mundo e o país em particular. O senhor Director Geral, afirmou ainda que será dirigida uma mensagem de felicitações aos funcionários relativa à data, sem deixar de homenagear os trabalhadores que se têm destacado no exercício das suas actividades para o engrandecimento da instituição, e que são o garante dos actuais níveis de qualidade do trabalho que o INP alcançou. Questionado ainda sobre a preparação das condições para o retorno às aulas no INP, o Director Geral na ocasião garantiu que estão criadas todas as condições necessárias, quer as de biossegurança, bem como das salas de aulas e das restantes áreas de apoio à instituição, aguardando somente por orientações a serem emanadas superiormente. O Director Geral avançou ainda que, o INP, sendo uma instituição sob regime de internato, o regresso dos corpos docente e discente passaria necessariamente por testagem à Covid-19, ou seja, individualmente para aferir-se a imunidade, de modos a salvaguardar a saúde dos outros membros da instituição. Ao terminar, Director Geral, enfatizou que a gestão que tem estado a implementar está centrada na modernização da instituição. Para a concretização deste desiderato, torna-se imperiosa à aposta em quadros jovens, uma vez que, se impõe a transição geracional pela força da lei das reformas laborais ordinárias, maior dedicação em estudos de práticas laboratoriais, tornando o instituto cada vez mais técnico garantido a qualidade dos quadros para a indústria. Edição/Fotografia José Ricardo e Delfina Muto/INP

Choose Colour